Adolescente não verbal faz discurso de formatura usando CAA

Ainda existem muitos mitos cercando a CAA (Comunicação Aumentativa e Alternativa). Dizem que ela “atrasa a fala”. Dizem que é caro e difícil de implementar. Dizem que é como “desistir da fala” da criança ou adolescente.

Eu tenho batido muito nessa tecla ultimamente por ver a diferença que a comunicação alternativa fez aqui em casa com o Theo, meu filho, que tem 11 anos e é autista não verbal. Quando você dá uma voz ao seu filho, os comportamentos disruptivos caem absurdamente. Porque a gente precisa lembrar sempre que comportamento é comunicação. Se uma criança não consegue se comunicar pela voz ou por outra forma, ela vai usar o comportamento pra isso.

Falei muito disso nesse vídeo aqui:


É comum eu ouvir de professores, que me escrevem pedindo ajuda, que o aluno autista bate e morde os coleguinhas. Vocês conseguem imaginar a frustração de uma criança frente à dificuldade de se comunicar e, portanto, de interagir com os amiguinhos?

Comunicação alternativa, pra mim, é direito humano essencial. Todos deveriam ter acesso.

Tendo dito isso, o Ahmed Ali é autista não verbal e fez um discurso em sua formatura no ensino médio usando justamente CAA.

E é isso que eu queria dividir nesse post. Já aviso que é difícil não chorar!!

Um dos maiores presentes que podemos dar a nossos filhos não verbais é uma voz, seja ela qual for.

P.S: embaixo do vídeo, à direito, existem as letrinhas “CC”. Se elas estiverem ativadas, vai aparecer uma legenda automática em inglês. Basta você clicar na engrenagenzinha bem ao lado do “CC”, selecionar “subtitles” (legendas), depois “auto-translate” (auto-traduzir) e escolher “português”!


Para saber mais sobre métodos de CAA, clique AQUI.

Para dicas de como preparar uma pastinha de PECs (comunicação por troca de figuras), clique AQUI.

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#usodecaa #autismonãoverbal #usodecomunicaçãoalternativa #caa #autismoecomunicaçãoalternativa #autismo #comunicaçãoalternativa