Autismo, carinhos e declarações de amor

Arquivo Pessoal


Entre sonhos desconexos, acordo com um barulho no quarto ao lado. O ambiente já não está tão escuro…percebo uma claridade tímida passando por baixo da porta do banheiro. Imagino que a manhã se aproxima tão preguiçosa quanto eu.

Ouço passos se aproximando. Pisadelas abafadas por uma meia de lã. Theo chega tateando ao pé da minha cama e sobe até o travesseiro engatinhando, para logo se aninhar sob as cobertas onde deveria estar seu pai, que está viajando. Deita a cabecinha no travesseiro, aproxima-se de mim sob as cobertas e fica ali encaixadinho, sem permitir nem uma frestinha entre nós dois. Encosta o rosto no meu, bochecha com bochecha. Sinto sua pele macia e seu cheirinho de menino. Esse, pra mim, é o cheirinho do paraíso.

E, quando penso que o cenário já é perfeito o suficiente, ele abraça minha cabeça e pousa sua mãozinha do outro lado do meu rosto. E acaricia de levinho. E ficamos ali, um curtindo a presença e o calor do outro, no silêncio da manhã que se inicia e dos nossos pensamentos.

E, nesse momento, eu penso que não há forma melhor de começar um dia. E também penso em todas as mães que acabaram de receber o diagnóstico de autismo para um filho. E, dentre elas, as que me escrevem com duas perguntas que lhes tiram o sono: existe autista carinhoso? Meu filho vai, algum dia, dizer “eu te amo, mamãe”?

E a resposta para ambas está ali, aninhada comigo, respirando junto, me aquecendo, acariciando meu rosto. Se isso não é uma declaração de amor, então, eu preciso reaprender vários conceitos.

Porque, pra mim, está muito claro: as melhores declarações de amor que eu já recebi, na vida, vieram desse garotinho. Mudas, silenciosas. Mas profundas, intensas, e totalmente verdadeiras.  

(Os conteúdos produzidos por Andrea Werner neste site e disponibilizados no site são protegidos por copyright e não podem ser reproduzidos, total ou parcialmente, sem autorização expressa da autora, mesmo citando a fonte)

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#blogmaterno #autismonãoverbal #autismoinfantil #criançaautistacarinhosa #amordemãe #andreawerner #sobreautismo #autismoecarinho #autismo #oautismo #transtornodoespectroautista

Quem somos

Missão e Valores
Seja uma embaixadora

Blog

Loja

Eventos

Política de privacidade
Imprensa

Contato

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

Copyleft © 2020 Instituto Lagarta Vira Pupa.

 

O conteúdo deste site, exceto quando proveniente de outras fontes ou onde especificado o contrário, está licenciado sob a Creative Commons by-sa 3.0 BR.