Crianças sem diagnóstico fechado. O que fazer? (vídeo)

Receber o diagnóstico de autismo ou de outra deficiência para um filho não é fácil. Mas a falta do diagnóstico, ou o diagnóstico não fechado, também pode ser extremamente desafiadora para os pais. Há muitas crianças com sintomas que vão desde o atraso de fala até as dificuldades motoras, sensoriais ou emocionais, cujos pais passam por uma verdadeira peregrinação atrás de médicos especialistas, gastam o dinheiro que não possuem e só ouvem “não tenho como fechar um diagnóstico”.

O primeiro conselho que dou nesses casos é procurar médicos especialistas em transtornos do desenvolvimento. Não é o caso, por exemplo, dos pediatras. E nem de todos os neuropediatras ou psiquiatras infantis. “Assuntar” com outras mães e procurar indicações é essencial.

Talvez, para isso, você precise deixar sua cidade. Se faltam recursos financeiros, até uma vaquinha entre amigos e familiares é válida! Os bons especialistas com frequência atendem nas grandes capitais.

Importante: existem muitos bons especialistas que não cobram uma fortuna pela consulta. De novo: fale com outras mães!

Se, mesmo assim, seu filho continua “no limbo do diagnóstico”, aqui vão algumas dicas do que eu acredito que deve ser feito.

Sempre importante lembrar: não sou médica, muito menos psicóloga ou terapeuta. Sou somente a mãe do Theo, e acredito que a minha experiência acumulado ao longo de 8 anos de diagnóstico de autismo pode ajudar algumas pessoas! <3

P.S: já se inscreveu no canal? Estamos rumo aos 20 mil assinantes! Quem assina, recebe a notificação assim que eu posto o vídeo e vê primeiro! Basta clicar AQUI e, depois, clicar no botão “inscrever-se”!


  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#autismoinfantil #criançassemdiagnósticofechado #andreawerner #atrasodefala #diagnósticodeautismo #canallagartavirapupa #sintomasdeautismo #atrasonodesenvolvimento