Theozão, o turista (a missão)

Há um ano atrás, postei um texto chamado “Theozão, o turista“. Esse rapazinho, no alto dos seus quase 7 anos, já conheceu mais países que muito ancião por aí. E, como o blog é dele, nada mais justo que registrar o que ele conheceu, né?!

Além do mais, eu prometi, na fan page e no Instagram, que faria um post com as fotos do passeio. Então, vamos lá. Todo mundo já sabe que meu marido viaja muito (“mimimimimi, meu marido viaaaaja muito”). Dessa vez, ele precisaria estar na França em duas semanas consecutivas, com alguns dias de folga no meio. Daí, veio a ideia: por que não ficar por lá ao invés de voltar pra casa e ter que retornar na semana seguinte? Ao invés dele voltar, nós fomos encontrá-lo!

Para completar a alegria, a Denise, irmã do Leandro (meu marido) e dinda do Theo estava em Paris de férias com o marido. Quem mora no exterior sabe o quanto é bom encontras as pessoas queridas no meio do caminho! 🙂

Vamos ao que interessa?   Theozão foi ao Louvre!

IMG_6124

  Ficou com calor no pé e fez algumas pausas pra tirar o sapato…

IMG_6128

  Viu “Cupido e Psiquê”, uma das minhas esculturas favoritas:

IMG_6132

  E ficou PASSADO com a Vitória da Samotrácia! (Quem gosta de Audrey Hepburn ama essa escultura!)


11150294_10152860026861446_2163485865174254863_n

IMG_6139

  Theozão conheceu uma senhora muito ilustre que vive no Louvre e que atende pelo nome de “Monalisa”.

IMG_6154

  E caminhou por corredores completamente lotados…

IMG_6152

  Fez uma pausa para, simplesmente, ser lindo…

10419006_850222348347900_5148150776066352844_n

  E viu coisas do Egito antigo…

IMG_6158

  …e até da Babilônia!

IMG_6163

  Na saída, ainda tirou essa foto linda com o papai e a mamãe!

11121791_10153387341739155_362113159_n

  Theo viu as pessoas tomando um solzinho na beira do Rio Sena…

IMG_6197

  …e um moço tocando piano no meio de uma ponte!

IMG_6199

  Deu um beijinho doce no papai em frente à Catedral de Notre Dame…

IMG_6216

  …e um na mamãe em frente à Torre Eiffel!

IMG_6295

  Theo também conheceu o Aquário de Paris!

11148817_851800331523435_4879986366270421120_n

  E andou no TGV, um trem de alta velocidade!

11162074_851065231596945_63037991992473022_n

 Ele foi conhecer os lindos castelos do Vale do Loire. O primeiro deles foi o de Chenonceau, que parece saído dos contos de fadas…

IMG_6321

  Ele fica em cima do rio!

IMG_6341

E, lá, Theo descobriu essas florzinhas roxas muito cheirosas! (Eu não sabia o nome, mas uma pessoa que leu o post me contou que são Glicínias!). 🙂

IMG_6315

Theo visitou, também, o imponente (e absurdamente exagerado) Castelo de Chambord. Quando você vê esse castelo, passa a entender por que o povo estava tão bravo na Revolução Francesa…

IMG_6363

  E viu o lindo Castelo de Chaumont, às margens do Rio Loire

Cópia de IMG_6365

Theo conheceu melhor a cidadezinha de Amboise, cuja história começa lá pelo ano 500 (!!!). Amboise foi o berço da corte francesa por muitos anos. Foi, também, onde Leonardo da Vinci passou seus últimos anos de vida (sim, ele era italiano, mas terminou a vida no interior da França!). Esse castelo aí embaixo, Clos Lucé, era a residência oficial dele.

IMG_6394

  Theo também curtiu os patinhos ao lado da casa do Leonardo. 🙂

IMG_6403

E, para terminar o passeio ao Vale do Loire, Theo conheceu o Castelo de Amboise, onde viveram vários reis e rainhas da França, e onde Leonardo da Vinci está enterrado.


IMG_6492

O castelo de Amboise visto do rio Loire



IMG_6480

Já lá em cima



IMG_6463

A cidade de Amboise vista das muralhas do castelo



IMG_6473

Olhando a vista da janelinha



IMG_6488

Pausa pra descansar em um corredor


  Theo foi prestar os seus respeitos ao Leonardo na capela onde ele está enterrado dentro do castelo.

IMG_6425

IMG_1425

Este slideshow necessita de JavaScript.

FAQ

1) Você só mostra o lado bom. Foi tudo às mil maravilhas?

Não, não foi. Theo teve várias crises. Várias mesmo. Quando eu falo crise, quero dizer se jogar no chão, chorar, gritar, e tudo aquilo que vocês conhecem bem. Mas não documento crises. Primeiro porque estou mais preocupada em socorrer o meu filho. Segundo porque não vou expô-lo dessa maneira no blog NUNCA. E, pra encerrar: quando olho tudo isso aí em cima, vejo que valeu a pena cada dia, cada momento, apesar de qualquer dificuldade! (Aliás, essa é a moral da história da minha vida até agora).

2) O que é esse cinto que ele aparece usando de vez em quando?

É o conector. Ele é uma santa ajuda nesses lugares com aglomerações e perigo (como estações de metrô, por exemplo). Expliquei ele melhor nesse post AQUI. Você pode adquirir o seu com a Marie Dorion (autismo@live.com). Obs: isso não é propaganda paga! O que ajuda e eu gosto, falo mesmo!

3) Como você lida com os olhares tortos (pelo conector e pelas crises)?

Vamos lá. Se meu filho arremessa um brinquedo na cabeça de alguém dentro do avião, é natural que essa pessoa fique brava em um primeiro momento. Também temos que entender o outro lado. Aí é a hora de explicar que ele é autista e pedir desculpas, se for o caso. Se o meu filho tem uma crise horrorosa e dá um berro do nada, também é natural e instantâneo que as pessoas olhem. O primeiro olhar, por reflexo, não me incomoda. Me incomoda a insistência, quando a pessoa já percebeu que é uma criança, que a mãe está tendo uma certa dificuldade em gerenciar a situação, e continua encarando. Aí, eu encaro de volta até a pessoa desviar o olhar! Faço a mesma coisa quando ficam olhando demais para o Theo com o conector. Tá curioso sobre o cinto? Venha me perguntar! Explico com o maior prazer!

4) Ele viu um monte de coisas, mas o que ele, de fato, registrou?

Não sei. Hoje, eu não sei. Daqui a alguns anos, porém, creio que ele pode nos surpreender. Tudo é aprendizado. Acredito piamente nisso.

5) Como faço pra ir ao Vale do Loire? 🙂

Você pode pegar um TGV na Gare Montparnasse, em Paris, para Tours (principal cidade do Vale do Loire). Em uma hora você está lá. Dá pra fazer bate-volta em um dia. Na estação de Tours, existem várias empresas que oferecem excursões de um dia. A outra opção, que foi o que fizemos, é ir pra lá de trem, alugar um carro pra passear e dormir em uma das cidadezinhas da região. Escolhemos Amboise pois é mais tranquila. Tours é mais negócio pra quem é solteiro ou não tem filhos, porque é lá que fica o agito.

5) Qual a próxima aventura do Theo?

Ainda não sei. Mas vai ser incrível também, com certeza! 😀

Obs:Todas as imagens são arquivo pessoal. Todos os direitos reservados.

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#autismoinfantil #europacomcrianças #andreawerner #pariscomcrianças #sobreautismo #autismo #viajandocomumautista #criançaautista #criançaautistaeviagens #oautismo #transtornodoespectroautista #valedoloire #paris #transtornosdoespectroautista #valedoloirecomcrianças