10 situações tragicômicas do autismo


Foto: arquivo pessoal


Sabemos que crianças, em geral, não têm muito filtro. Crianças autistas têm menos ainda. A coisa das convenções sociais não é muito com elas.

E algumas situações tragicômicas que, no início, te deixavam com vergonha, depois de um tempo, passam a ser motivo de boas risadas. Inspirada no Theo, fiz uma lista com 10 dessas situações/piada que só o autismo pode nos proporcionar:

  1. Quando ele puxa, abre e olha dentro da sacola que um desconhecido leva no elevador do prédio

  2. Quando ele enfia a mão inteira dentro da sobremesa

  3. Quando ele aperta o bumbum das pessoas na rua

  4. Quando ele cumprimenta as mulheres na piscina pegando na barriga (ou no peito)

  5. Quando ele solta um pum, sem a menor cerimônia, na frente das visitas

  6. Quando ele se cansa de alguma pessoa e a leva até a porta (claramente convidando pra ir embora)

  7. Quando ele sai lambendo todos os aquários de um Pet Shop

  8. Quando ele sai provando todos os docinhos da mesa de aniversário…e devolve os que não gostou, pro mesmo lugar, com uma mordida.

  9. Quando ele resolve que quer dormir de cueca e sapatos

  10. Quando ele rouba a balinha da pessoa que sentou ao seu lado no avião.

Pra encerrar, a melhor pérola de todas, contada pela Denise Fonseca sobre o filho dela (João Pedro):

“JP tinha 5 anos e estava adquirindo uma conversação … Bem básica, do tipo, obrigado, por favor, não há de quê e com licença. Um verdadeiro gentleman !!! Rsrsr Aparentemente !!!! Fui comprar um presente para uma amiga que fazia niver e entramos numa loja que estava liquidando tudo com mais de 80 por cento de desconto!!! Então, ele estava com uma crise feroz de rinite, para variar, e se sentou quietinho em um puff que havia próximo à arara que eu estava olhando. E eu, obviamente, estava com um olho na arara e outro nele! Entrou uma Sra. (se é que assim podemos considerá-la) e começou a desqualificar a loja, bradando em alto e bom som que ela só tinha entrado ali para comprar roupas para a sua empregada, pois as peças dali não possuíam exclusividade alguma e ela somente usava peças exclusivas. Imagine se ela iria sair à rua e se deparar com alguém usando a mesma blusa que ela? Seria o fim do mundo !!! (palavras da mesma) Na mesma hora, criou-se um terrível mal estar na loja, todos se entreolhando… De repente, um espirro!!! Rapidamente, sem nem precisar olhar, reconheci o espirro de meu filho (mãe tem dessas coisas, é capaz até de reconhecer um espirro!) e corri para abrir a bolsa e pegar um lencinho de papel…Pura ilusão…Ele tinha sido mais rápido do que eu! A tal criatura, que se julgava melhor do que todos, usava uma comprida saia, que suponho eu em minha modesta ignorância, fosse exclusivíssima e JP não pestanejou em pegar a barra da saia e ASSOAR o nariz, com toda a força e vigor, que eu vinha ensinando e treinando com ele há tempos. Após o ato consumado, olhou candidamente para cima, para o rosto da mulher e bem dentro de seus olhos  (novamente como eu havia ensinado), e disse: MUITO OBRIGADO!!!! A criatura fez uma cara de NOJO e PAVOR e saiu correndo da loja!!!! Na hora, morri de vergonha, mas quando olhei para os lados, todos estavam saudando JP pela sua atitude e dizendo que ela havia “merecido” o gesto!”

E você? Qual a sua contribuição pra minha listinha? 🙂

P.S: A Denise Fonseca escreve para o blog do Instituto Priorit!

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#autismoinfantil #andreawerner #sobreautismo #autismo #criançaautista #oautismo #situaçõesengraçadascomcriançaautista

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

Copyleft © 2021 Instituto Lagarta Vira Pupa.

 

O conteúdo deste site, exceto quando proveniente de outras fontes ou onde especificado o contrário, está licenciado sob a Creative Commons by-sa 3.0 BR.