Como ele vai ser quando virar adulto?

“Todo mundo aqui sente que agora mesmo é um daqueles momentos em que estamos influenciando o futuro.” ~ Steve Jobs

Recebi, esta semana, o email de uma avó muito querida…e muito preocupada com o netinho que foi diagnosticado com autismo. Apesar do otimismo que pude sentir naquelas letras, ela termina o email com uma pergunta dolorosa: “você teria mais informações de como essas crianças ficam quando viram adultos? “. Querida e simpática avó, no mundo corporativo, diríamos que essa é a “pergunta de um milhão de dólares”.

Qualquer médico no mundo te responderá que não há como prever absolutamente nada. Mas eu não sou médica…sou mãe. E entendo a sua preocupação porque tenho uma mãe e uma sogra que amam muito o seu netinho. Então, vou tentar te dar alguma perspectiva.

Eu poderia te mostrar vídeos de 2 autistas muito famosos nos Estados Unidos: Temple Grandin e John Elder Robinson. Se você jogar no Youtube, com certeza, vai achar material. Mas, infelizmente, não acho isso válido. Sabe por que? Ambos já passaram dos 50 anos de idade. Temple Grandin foi diagnosticada em uma época em que mal se sabia o que era autismo, muito menos, havia terapias eficientes. John Elder Robinson se auto diagnosticou aos 40 anos, com a ajuda de um amigo. Portanto, estamos falando de dois autistas (Asperger, no caso de John) que chegaram aonde estão sem nenhum tipo de intervenção específica.

Sabemos que, apesar de vivermos no Brasil, o diagnóstico está começando a acontecer cada vez mais cedo. O Theozão, mesmo, foi diagnosticado aos 2 anos. E, imediatamente, começou a fazer terapias adequadas. E isso já muda totalmente o quadro aqui.

Portanto, para essa avó tão preocupada, eu respondo o seguinte: não tenho como te dizer como seu neto vai ficar. Nem como o meu filho vai ficar. Ninguém tem. Na verdade, ninguém tem como dizer até como uma criança neurotípica vai ficar. Mas eu escolhi ser otimista,  e tenho várias razões pra isso:

  1. Seu neto foi diagnosticado cedo e já está em tratamento

  2. Ele tem uma família que o ama muito (deu para perceber)

  3. As terapias, hoje em dia, são muito eficazes, principalmente quando aplicadas desde cedo

  4. A medicina e a farmacologia estão avançando. Pelo que tenho lido, em breve, já devemos ter algum tipo de droga mais focada em autismo

  5. Temos um brasileiro muito especial pesquisando a cura (Alysson Muotri), e ele tem obtido bons resultados

  6. Tudo isso que já vemos hoje, e que já está bom, será substituído por coisas ainda melhores e mais modernas daqui a 10 anos.

O que eu estou querendo dizer com tudo isso é que, na minha opinião, existe, sim, uma grande chance dele se tornar uma pessoa independente e feliz. Imagine quanta coisa não vai ter progredido quando ele for um adolescente?? Mas o mais importante que você deve ter em mente é o seguinte:


“A melhor forma de prever o futuro é criá-lo”


Somos nós que criamos o futuro. Temos muito, MUITO trabalho pela frente por aqui. Terapias funcionam em uma fase, depois, precisam ser trocadas. Medicação, às vezes, se torna necessária. Nossos filhos (e netos) precisam de equilíbrio emocional, coisa que só nós podemos dar. Está em nossas mãos ajudá-los a se desenvolverem em todas as suas potencialidades. Não dá para “terceirizar” os tratamentos e ficar de fora observando.


“O futuro pertence aos poucos de nós que ainda estão dispostos a colocar a mão na massa”


Todos que convivem com a criança têm que se envolver. Todos têm que se dedicar. Todos têm que, acima de tudo, ACEITAR essa criança. Cada um vai colocando um tijolinho nesse muro que, um dia, irá se tornar uma casa. Dá trabalho, mas eu tenho certeza de que vai valer cada segundo de dedicação! Preocupar-se e ficar especulando sobre o futuro é uma coisa que acontece com todos nós eventualmente. Mas isso não muda nada. Colocar a mão na massa muda.  E, para terminar, tenha isso em mente:


“O melhor ainda está por vir”


Seu neto está se desenvolvendo até quando dorme. Independente das terapias, ele está crescendo e aprendendo. Só tende a melhorar. E você precisa acreditar nisso: o melhor ainda está por vir! Tenho certeza de que esse garotinho ainda vai te surpreender muito! Espero ter respondido, de alguma forma, à sua questão. E vou torcer muito pra você acalmar seu coração! 🙂        

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#autismoinfantil #futurodoautista #adultoautista #andreawerner #sobreautismo #autismo #criançaautista #oautismo