Hotel Tauá Atibaia: dica de viagem

Eu, Theo e Leandro fomos convidados a passar o feriado prolongado de 12 de Outubro no Hotel Tauá de Atibaia. E lá fomos nós, na quinta-feira, logo depois do almoço, pegar estrada.

A viagem de carro demora, em média, uma hora e meia. Você encontra o hotel facilmente usando o Waze ou o Google Maps, então, é bem tranquilo de chegar.

O único inconveniente que percebi no hotel foi a enooooooooooorme fila do checkin quando chegamos. Entendo que era um feriado prolongado e, por isso, o hotel estava com uma ocupação acima da média, mas não dá pra negar que é chato ficar meia hora na fila, de pé, esperando pra pegar a chave do quarto (ainda mais quando estamos com uma criança autista).

Também pela grande ocupação no feriado, as piscinas estavam bem lotadas e os restaurantes ficavam bastante cheios nos horários de pico. Então, aqui vai a primeira dica: tente evitar as datas festivas ou feriados prolongados! Acabei ficando até a segunda-feira por conta do treinamento dos recreadores (leia AQUI a respeito) e tanto a piscina quanto o restaurante estavam numa só paz!

Aqui vão meus comentários por ambientes/quesito:

QUARTO: bem amplo, silencioso, camas muito confortáveis, ar condicionado, e um banheiro com box espaçoso. Adoramos a hospedagem!

PISCINAS: talvez por causa do feriadão, tive a impressão de muita gente pra pouca piscina (e mesas e cadeiras). Mas, como eu falei acima, na segunda era só alegria. A água é aquecida, e há também a possibilidade da piscina coberta para os dias de chuva ou mais fresquinhos, o que salva as crianças do tédio!

RESTAURANTES: opinião sobre comida é muito particular. Eu AMEI, principalmente os buffets de almoço e jantar. Quase chorei ao me despedir o pudim de leite que comia todos os dias na sobremesa. O que senti, de verdade, é que não se economiza ingrediente. Sabe quando você sente gosto de maizena no meio da sobremesa? Pois é. No Tauá isso não vai acontecer.

STAFF: todo mundo extremamente educado, cordial e prestativo, desde os recepcionistas, passando pelos recreadores até os funcionários da limpeza.

LAZER: há todo um prédio dedicado somente às crianças. Parece um buffet infantil daqueles bacanas. Há atividades gratuitas e outras que você precisa reservar e pagar, mas não há falta do que fazer. No último dia, teve fazendinha, e as crianças deliraram com os bichinhos! Para os adultos, há o boliche, quadras de tênis e futebol, e só fica parado quem quer mesmo descansar.

RECREAÇÃO INFANTIL: O check in das crianças na recreação é logo na entrada. Lá, elas recebem a programação do dia (as demais são enfiadas por debaixo da porta todas as manhãs) e recebem uma pulseirinha que as separa por faixa etária. Há também uma pulseirinha especial para cri