Theo: o primeiro ano

Theozão nasceu no dia 9 de Junho de 2008, às 11:28 da manhã, de cesariana na maternidade São Luiz. Pesava 3,900 kgs (uh!) e media 53 cm (UH!). Todos os exames iniciais deram normais, inclusive o Apgar e o do pézinho. O bonitão não coube em suas roupinhas tamanho recém nascido. 


3,900kgs e 53cm de muita gostosura


 O desenvolvimento dele, no primeiro ano de vida, foi totalmente normal. A única coisa que fugiu ao padrão foi o surgimento de 2 dentinhos em baixo, logo aos 3 meses. Ele se mostrava esperto ao que acontecia ao redor, virou de bruços rapidamente, sentou-se, falou “papá” com 5 meses e “mamã” com 6. Era um bebê extremamente risonho…  

Aí está um vídeo que não me deixa mentir:

Aos 8 meses, batinha palminhas e fazia imitações. Também começou a falar algumas palavras, como “chuva” e “lua”.  

Com a proximidade do primeiro aninho, a única coisa diferente que notamos é que ele começou a ficar mais sério do que de costume. Ok, ok… No aniversário de 1 aninho, algumas coisas estranhas: não bateu palminhas, apesar da nossa insistência, e só apareceu nas fotos olhando para o lado, para o teto. Aliás, fazê-lo olhar para a câmera estava cada vez mais difícil, porque ele passou a ignorar quando o chamávamos pelo nome, constantemente.  

Para os pais de primeira viagem – nosso caso – , várias explicações: “é a personalidade dele”, “fulano também era assim quando criança”, e por aí vai. Nunca desconfiamos de nada errado até aí… (Pra não ficar cansativo, vou continuar AQUI, onde vou falar um pouco do segundo ano e, em seguida, da descoberta do autismo).

Nota posterior: atualmente, passados alguns anos desse post, sei que o Theo já apresentava sutis sinais de autismo. Sutis de verdade…acho que nenhum médico identificaria. Mas falei bastante disso nesse post AQUI

  1. Facebook

  2. Twitter

  3. E-mail

#autismoregressivo #andreawerner #autismo #autismoembebês #primeirossinais #criança #primeiroano #características #autista

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

Copyleft © 2021 Instituto Lagarta Vira Pupa.

 

O conteúdo deste site, exceto quando proveniente de outras fontes ou onde especificado o contrário, está licenciado sob a Creative Commons by-sa 3.0 BR.